Descubra porque usamos a aliança no dedo anular


Você já se perguntou porque usamos a aliança ou anel de noivado no dedo que usamos?  Da onde veio este costume de usarmos a aliança de noivado e casamento?

Existem muitas lendas cheias de significado que nos ensinam e inspiram a usarmos as alianças com um propósito mais definido: de sermos do nosso parceiro(a) para sempre.

Tudo começou com os Egípcios:

02alianca-edicao02-pag31

De acordo com relatos históricos, os egípcios, usavam um anel que simbolizava o laço matrimonial, isto por volta de 2800 a.C.. Como o círculo não tem começo e nem fim, para eles o anel representava a eternidade como deveria ser também a união de um casal.  Após 2000 anos, os gregos descobriram o magnetismo: eles acreditavam que o terceiro dedo da mão esquerda possuía uma veia que levava ao coração, por isto, passaram a usar nele um anel de ferro imantado, para que os corações dos amantes permanecessem atraídos um pelo outro para sempre.

Já o anel de noivado foi introduzido no ano 860 por decreto pelo papa Nicolau I (856-867), que representaria uma afirmação pública e OBRIGATÓRIA da intenção dos noivos. De acordo com o Padre Eduardo Coelho, da arquidiocese de São Paulo, a aliança passa da mão direita para a esquerda porque do lado esquerdo, ela fica mais próxima do coração e representa o compromisso definitivo.

LENDA DA VENA AMORIS

Esta antiga lenda afirmava que existia uma veia do amor que ligava o dedo anular da mão esquerda diretamente ao coração. Em 1686 ocorreu o primeiro registro do termo Vena Amoris pelo advogado Henry Swinburne, em um tratado sobre contratos matrimoniais. Até então, pessoas tinham o costume de usar alianças em outros dedos, como o polegar e o dedo médio. A partir da introdução da Vena Amoris, o dedo anular monopolizou a representação do matrimônio e da união entre casais, como um símbolo de amor.

LENDA CHINESA

A explicação que mais me encanta é a introduzida pelos chineses: eles acreditam que todos os dedos representam um membro da família.

Polegares – os pais

Indicador (segundo dedo) – os irmãos

Dedo Médio – você mesmo

Anular – o seu companheiro(a)

Dedo mínimo – os filhos

Quando posicionamos as mãos colocando palma com palma, exceto os dedos médios, que representa você e ficarão dobrados o tempo todo (conforme a imagem abaixo):

mao-alianca-lenda

Ao tentar separar os polegares, eles se separarão com facilidade, pois os seus pais não estão destinados a viver com você pelo resto de sua vida. Os indicadores também se abrem com facilidade, já que os irmãos irão construir uma vida e família diferente da sua. Os dedos mínimos, ou seus filhos, se separam facilmente, pois os filhos vão formar suas próprias famílias quando se casarem.  Por fim, tente separar os dedos anulares: eles não se separam! Os dedos anulares que é o dedo da aliança/anel de noivado e do casamento, representa o cônjuge e são os únicos dedos que não podem ser separados, assim como o marido e mulher estão destinados a viverem juntos até que a morte os separe.

Agora confira algumas alianças em oferta da Casa São Paulo e surpreenda o seu eterno amor:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Imagens via Superinteressante e Poesie

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s